terça-feira, 27 de fevereiro de 2007

Derivações (às vezes)

Às vezes
Não vêm à tona
Os valores mais importantes,
Embora significantes,
Que por lapsos se diluem!...

Às vezes
Não se iluminam
Os aspectos relevantes,
De todo integrantes,
Originandoque flutuem!...

Às vezes
Não se ressalvam
Os factos inebriantes,
Que mesmo intrigantes,
Na existência se constituem!...

Às vezes
Impensadamente se tomam
Atitudes estonteantes,
Que sendo espontâneas,
Nos caminhos não evoluem!...

Por vezes
Nada é como dantes,
Num presente com futuro,
E permanecemos constantes
Onde o amor e a paz se situem!...

Sempre
Na vida com alegria ou dor,
Neste mar de sensações,
Te elogio Ser mais belo
Construtor de forte elo, que é nosso amor!...

À "Lili", 8 de Março de 2003 (Dia Internacional da Mulher)

1 comentário:

Luisa Martins disse...

O B R I G A D O.
Beijinhos
EU