quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Tenho-te em mim

Tenho-te em mim…
No aconchego do sentir,
na avidez de te querer,
na suavidade do teu sorrir,
na felicidade de te ver.

Tenho-te em mim…
No acordar ao amanhecer,
no preparar para partir,
no chegar ao anoitecer
para contigo dormir.

Tenho-te em mim…
Na alegria e na tristeza,
na acalmia e no nervosismo,
no sentido da beleza
e em tudo o que cismo.
Tenho-te em mim…
Por tudo o que representas,
pelo filho que é nosso,
pela força com que tentas
colmatar o que não posso.

Tenho-te em mim…
Nesta vida ou numa hora,
no sol que nos ilumina,
na espera que demora
e por tudo que nos domina.

Tenho-te em mim…
De qualquer forma ou jeito,
à distância ou nos meus braços,
no encostar-me ao teu peito
ou no observar teus belos traços!...

Tenho-te aqui e agora…
Mais logo pela noite fora,
num beijo mais profundo,
naquela palavra que cora,
daqui ao fim do mundo.

Tenho-te
da maneira mais singela.
Que seja sempre assim;
pois no amor és a mais bela.

E eu
tenho-te em mim!...

António MR Martins

1 comentário:

Luisa Maria disse...

E eu também te tenho em mim.
Mil beijinhos