sábado, 27 de julho de 2013

Joaquim do Carmo





MENSAGEM AO MEU AMOR

 
Meus olhos, voando, andaram
Com o Sol, para poente
Apagando-se, contente,
Da luz que os teus lhe roubaram.

No céu, com aves cantaram,
Na terra, foram semente,
Só não cuidaram de gente
Que, só de te ver, cuidaram!

Foram dizer-te o que sente
Meu coração e voltaram
Sem o sol – foi meu presente!

Com ele, o calor deixaram
Do meu peito. E, novamente
Ausentes, tristes ficaram!

Joaquim do Carmo, in “Amanhecer pelo fim da tarde”, página 36, edições Lua de Marfim, Póvoa de Santa Iria, Abril de 2013.

2 comentários:

"quicas" (joaquim do carmo) disse...

Muito obrigado, caro amigo António, pela gentil divulgação do meu poema e do meu livro!
Forte abraço.
Joaquim do Carmo

António MR Martins disse...

Abraço amigo Joaquim.