sexta-feira, 22 de outubro de 2010

ODE

Escrevem os pés
quando andam
pelo asfalto

árvores escondidas
entre o betão choram
lágrimas festivas

silêncio não existente
é atingido
por uma flecha
cristalizada

a vida encontra
por
alguns minutos
a resposta para
a avisada morte
e
os pés sorriem
por terem encontrado
outra finalidade

Maria do Rosário Loures

in livro "Atlantikblau und Olivengrün" (Do Atlântico Azul ao Verde das Oliveiras), edição bilingue, com a chancela Edium Editores

1 comentário:

Atlantikblau und Olivengrün disse...

Muito Obrigada, António! Bjinhos