quarta-feira, 4 de abril de 2012

(ÉS O MEU) LIVRO ABERTO


Desfolho-te como seda
Coberta de lantejoulas
Afasto a cortina lentamente
Pedaço a pedaço
Que bom é ler-te
Entre o jardim banhado em mel
E a cascata desnudada
No horizonte da tua sombra
Aragem perfumada de canela
Com pitada de pimenta
Ler-te é cegamente
Aquilo que me alimenta
Nas entranhas do meu ser.

Jessica Neves

3 comentários:

Natalia Nuno disse...

Esta Poetiza me encanta pela simpatia e beleza da escrita.

António MR Martins disse...

Sem dúvida Natália. Interagi com ela e suas palavras há pouco e tenho gostado muito do que vou lendo.

Jessica Neves disse...

Natália e António meu carinho por vossas palavras beijinhos e boa páscoa aos dois